Cidade Destaques

Comércio de Ivaiporã fecha na próxima semana.

0 comercio de Ivaiporã fecha na segunda-feira, (20). Esta foi a decisão tomada na reunião com representantes da Prefeitura, Promotoria de Justiça, entidades sindicais e comerciais, e representantes da Secretaria Municipal de Saúde e da 22a Regional de Saúde. A reunião teve quase três horas de duracão e o assunto foi amplamente debatido. Um decreto deve ser publicado pela Prefeitura de Ivaiporã ainda nessa sexta-feira, dia 17 de abril, determinando as empresas que poderão funcionar durante a próxima semana. No entanto, os serviços essenciais, estabelecidos no decreto do Governo do Estado, continuam abertos.

Segundo o prefeito de Ivaiporã, Miguel Amaral, o que mais pesou para a decisão foi o fato do município já ter quatro casos confirmados e uma projeção feita pelos técnicos da Saúde, que Ivaiporã pode ter até 12 pessoas com a Covid-19 no município.

Essa paralisação também tem como objetivo a elaborar de um piano de reabertura do comércio para a quinzena posterior. A partir do dia 27 de abril até o dia 9 de maio, véspera do dia das mães, as lojas poderão abrir mas, em sistema de rodizio. A ordem de abertura e a forma como esse rodizio funcionara serão definidos na próxima semana.

0 prefeito anunciou também que, durante os próximos dias, será° realizadas reuniões com diversos setores do comercio, para definir como as empresas devem trabalhar para evitar aglomerações e como o atendimento deve ser realizado, da forma mais segura, e com a menor possibilidade de risco de contaminação possível.

Outra medida a que as barreiras sanitárias, que está nos trevos, serão retiradas e as pessoas que estavam trabalhando lá, ficarão espalhadas pela área central da cidade, para orientar, principalmente, as pessoas do grupo de risco. A proposta do fechamento nessa semana a para que as lojas possam ter condições de atender. “A ideia é que o comercio e a população abra de forma mais consciente e com mais segurança com relação a saúde”, frisou o prefeito Miguel Amaral.

0 prefeito pondera que tem que seguir uma lógica, de correr o menor risco possível. “Havia o risco do comercio continuar aberto, sem saber a extensão de circulação desse vírus e, por isso, preferimos fazer uma medida de contenção e para voltar com mais conhecimento do que estamos lidando”, ressalta. 0 presidente da Acisi, Mauro Merigue, disse que a entidade vai acatar a decisão, mas lamenta o fechamento, em função do prejuízo que isso acarretara as empresas. Ele ressalta que as pessoas, atualmente, estão mais conscientes do que estavam na primeira vez que o comercio foi fechado, cerca de urna mês atrás; mas espera que essa situa seja resolvida o mais rapidamente possível.

Fonte: Paraná Centro