Destaques Região

Hospital Regional de Ivaiporã tem previsão de iniciar atendimento de pacientes com coronavírus em 30 dias

O governador Carlos Massa Ratinho Junior esteve nesta terça-feira (14) visitando as obras do Hospital Regional de Ivaiporã, localizado no Bairro Bella Casa.  A obra que tinha previsão de ser inaugurada em dezembro foi antecipada pelo Governo do Estado com previsão de iniciar o atendimento dentro de  30 dias, a princípio exclusivo para pacientes vítimas da pandemia.  

Neste primeiro momento o hospital funcionará com 10 leitos de UTI  (Unidade de Terapia Intensiva) podendo chegar a 20 para atendimento aos casos mais graves de coronavírus e 60 leitos de enfermaria de apoio aos infectados de forma mais branda.  

Segundo o governador são leitos adicionais que vão auxiliar neste momento da pandemia. “Desde quando assumimos o Governo, a missão do secretário Beto Preto foi fazer uma descentralização da saúde.  Mesmo não sabendo que íamos ter essa pandemia já estávamos trabalhando porque era uma visão muito lógica de que a saúde tinha que estar mais próximo das pessoas.  Tanto é que fortalecemos os consórcios, lançamos 10 centros de especialidades, então tudo isso já estava sendo preparado. Com a vinda do coronavírus, nós intensificamos a velocidade da entrega disso para a população para fazer esse enfrentamento”, disse. 

O governador relatou ainda, que a unidade de Ivaiporã atenderá preferencialmente os pacientes dos municípios da 22ª Regional de Saúde. “Claro que a princípio vamos atender uma região, mas estamos falando de uma rede. Essa rede se conversa, se porventura falta leito de UTI numa região tem que se buscar leito onde existe disposição”, esclareceu.  

Beto Preto disse que a orientação do governador é tentar atender os paranaenses o mais perto dos seus domicílios e com o melhor atendimento possível. “Para isso nós temos sete estruturas que estão em obras, Guarapuava, Ivaiporã e Telêmaco Borba, os quatro Hospitais Universitários, Londrina, Ponta Grossa, Maringá e Cascavel que o Governo do Estado optou colocar em funcionamento com a parceria das universidades, e com parcerias de possíveis hospitais filantrópicos nos três hospitais regionais”. 

Para a gestão do Hospital Regional de Ivaiporã será feito um contrato emergencial a partir de chamamento público, com hospitais de alta performance. “Na sequência o hospital irá assumir o seu perfil. Aqui em Ivaiporã trata-se de um hospital geral que é a demanda da região para atender os pequenos municípios. A previsão de funcionamento é para 30 dias”. 

Ainda segundo o secretário, para a abertura do hospital com os 60 leitos de enfermaria mais as UTI’s serão necessários o trabalho de mais de 200 funcionários. Beto Preto acredita que passado a pandemia será possível a estruturação total do hospital regional. “Vamos passar essa pandemia, ai sim vamos ter a possibilidade de ter uma contratação perene de uma entidade que vai nos ajudar a tocar o hospital aqui”, enfatizou Beto Preto. Com a capacidade total a unidade hospitalar terá 104 leitos e três centros cirúrgicos.  

O ex-prefeito Carlos Gil, lembrou que nos primeiros dias do seu mandato em 2012, junto com o seu vice Dr. Adail, iniciaram a luta pela construção desse Hospital, e disse que ganhou vários “não” e que não desistiu e hoje está ai, um importante sonho sendo concretizado. Agradeceu agradeceu o governador Ratinho Junior, Beto Preto Secretário da Saúde e todos os envolvidos nessa obra. 

Fotos: AENotícias e TNonline