Região

Mapeamento aéreo com drone é novidade em Ivaiporã

Edson Crocetta começou, há cerca de 3 anos, um novo hobby, que é fazer filmagem e fotos áreas usando drone. Além de fazer algumas imagens por diversão, o empreendedor percebeu que poderia oferecer um novo serviço para produtores rurais e também para proprietários de áreas urbanas. Ele fez cursos na área da agricultura de precisão e processamento de imagens aéreas feitas por drones e, desde o mês de novembro, tem oferecido o serviço de mapeamento aéreo por meio de drone. “Era um hobby que se transformou em um negócio de alta tecnologia e precisão e não tenho conhecimento se outras pessoas o fazem na região, com o uso de drone”, comenta.

A aplicação do serviço pode ser feita na medição de áreas de lavoura, mapeamento integral do sítio, área de divisa,

manancial, definir área de desmatamento, entre outros. “Recentemente, realizei um trabalho para definir uma área queimada em um incêndio e a medição foi exata”, comenta.

Ele destaca que alguns serviços semelhantes oferecidos na região usam dados do Google Maps, que não tem uma precisão que alguns serviços necessitam. “Em uma área de cinco alqueires, a diferença pode chegar a 10%; já com o drone, a medida é exata, com diferença que fica na casa dos centímetros”, frisa.

Outro diferencial é a qualidade das imagens geradas tanto pelo drone, como pelo software específico para essa funcionalidade. “O drone fotografa a cerca de 100 metros do chão, já o satélite tira fotos a centenas de quilômetros de altura”, comenta. O serviço também serve para medir grande volume, como quantidade de calcário, área de terraplanagem, densidade de uma plantação e precisão do plantio; e ainda agiliza a medição de áreas de difícil acesso, que pode ser feita em poucos minutos, e pode usado na área urbana para medição de áreas prediais, entre outras aplicações.

Projeto mede área com precisão

Fonte: Paraná Centro