Região

Chuvas beneficiam lavouras de trigo no Vale do Ivaí

As chuvas ocorridas no Vale do Ivaí na semana passada variando de 40 mm a 70mm, contribuíram para o desenvolvimento das lavouras de trigo. Com o retorno das precipitações, produtores rurais dos 15 municípios do Núcleo Regional da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado (Seab) de Ivaiporã apressaram a semeadura da cultura que alcançou 100% da áreaprevista de 70 mil hectares. Na madrugada desta terça-feira (2) também choveu na região.

Conforme   levantamento do Departamento de Economia Rural (Deral) da área semeada, 80% estão em de fase de pós germinação e 20% em estado de desenvolvimento vegetativo. “Dentro de 15 dias as plantas entram todas na fase de desenvolvimento vegetativo, que é uma fase mais prolongada. Estarão em melhores performance garantido uma melhor produtividade”, relata o engenheiro agrônomo do Deral, Sérgio Carlos Empinotti.

Ainda segundo Empinotti, a cultura até o momento apresenta bom desenvolvimento e com bom potencial de produtividade. “Pelo que está se apresentando até agora promete uma boa safra. Apesar da falta de umidade das primeiras áreas plantadas dá para dizer que não vai ter perda”.  

A previsão média de produtividade do trigo na regional é de 3.500 kg por ha, ou seja, 141 sacas por alqueire.  O preço cotado da saca de 60 quilos do trigo na região nesta terça-feira (2) é  R$ 63,00 considerada pelo produtor um preço condizente com os custos.

Milho safrinha

A cultura do milho safrinha, com área de plantio de 50 mil hectares que sofreu com a escassez hídrica tem previsão de queda de produtividade de 25%.  A expectativa inicial de produtividade era de 5 mil quilos por hectare – 201 sacas por alqueire. “Boa parte das lavouras do milho passaram pela estiagem   na fase de floração e frutificação, e não recuperam mais”, completa Empinotti.

Fonte: Tribuna do Norte