Plantão

Dois casais são acusados de tráfico de drogas em Ivaiporã

Em uma importante operação realizada na noite desta sexta-feira (15) em Ivaiporã,  o serviço de inteligência da 6ª Companhia Independente da Polícia Militar de Ivaiporã a ROTAM, realizou a prisão de dois casais envolvidos com o tráfico na cidade.

Entre os acusados estão: Henrique Andrei da Silva, casado com Ana Leia Caleffi Gonçalves, que já foi Conselheira Tutelar na cidade de Ivaiporã, e Claudemir de Souza Carneiro Bueno, conhecido “Cláudio” e sua companheira Marli Santana. A operação ocorreu na Rua Cornélio Procópio, e segundo o Boletim de ocorrência, Cláudio já havia sido denunciado quando morava na Vila Santa Terezinha há aproximadamente 5 anos, e depois vindo a morar na rua onde o flagrante aconteceu. Já Henrique mudou a pouco tempo para perto de Claudemir e ambos se associaram para a prática do crime.

Segundo informações, Cláudio ficava no bar do baixinho ou nas proximidades, para vender a droga e quando os usuários chegavam ele se dirigia a sua residência para buscar e entregar, já Henrique fica em  um veículo Celta em nome de Ana Léia e ficava na mesma região usando a mesma estratégia. 

Com todas essas informações a ROTAM, começou a monitorar a região e na noite desta sexta-feira, montou uma campana e logo percebeu um indivíduo que chegou a pé conversou com o Cláudio e provavelmente comprando droga e logo deixou a rua em uma Parati que surgiu para pegá lo com mais três pessoas. Também surgiu uma motocicleta sendo que o ocupante pegou algo com o Cláudio e saiu rapidamente. Os dois policiais tentaram abordar os dois veículos mais ambos conseguiram fugir e provavelmente avisaram os acusados. 

Logo depois foi possível observar uma movimentação estranha, Henrique chegou com o veículo Celta e entrou na casa de Claudemir, e ambos saíram às pressas. Diante da suspeita a ROTAM iniciou uma perseguição aos acusados que pegaram uma estrada rural e só pararam quando não haviam mais saída. Eles desceram e lançaram dois pacotes numa plantação de milho, os quais foram resgatados e contendo o primeiro: uma porção de 208 gramas de maconha e o segundo mais 25 gramas, além de uma balança de precisão.  

Eles mesmos confessaram que havia mais drogas em suas residências e ao voltar para cidade foram realizadas uma primeira varredura na casa de Henrique onde estava sua esposa Ana Léia e lá foi encontrado: 17 gramas de maconha, rolo de plástico transparente para embalar droga, mais R$ 732,00 em dinheiro trocado e vários pacotinhos de geladinho também usado como embalagem. Lá também encontraram um relógio de origem duvidosa. 

Já na casa de Cláudio estava sua esposa a qual afirmou que sabia da prática delituosa do marido mas não participava, foi encontrado na cozinha material de embalagem,uma faca com resíduos de droga, mais de R$ 1.000,00 em dinheiro e uma pulseira o qual confessou ter trocado por R$ 100,00 convertido em maconha. Marli não foi presa, pois o casal possui uma filha com deficiência e a mesma é a única responsável pelo cuidado.

Todos foram entregues para Delegacia de Polícia e ao Delegado Aldair Oliveira e a Investigadora Michele que estavam de plantão e um inquérito será instaurado para apurar os fatos.