Geladeiras de Livros estimulam leitura

geladeiradelivros_1Um projeto criado em Brasília, pelo produtor cultural e videoartista Lucas Rafael, conquistou o Brasil e foi adotado pela diretora do Departamento Municipal de Assistência Social de Ivaiporã, Gertrudes Bernardy. Trata-se da Geladeira de Livros, que evita ação natural do tempo, ficando protegidos da chuva e do vento.

Lucas Rafael, que é baiano e residente em Brasília, criou o projeto com o propósito de promover o gosto e acesso facilitado à leitura, usando uma geladeira velha que tinha em casa. Ele passou a usá-la como depósito para guardar livros em espaços públicos. E não é que deu certo!

Em Ivaiporã, a Geladeira de Livro está disponível na Praça Manoel Teodoro da Rocha, onde há duas; e no Parque Ambiental Jardim Botânico, que foi inaugurado, no sábado, dia 19 de novembro, quando Ivaiporã comemorou 55 anos.

Segundo Gertrudes Bernardy, falta colocar as grades das geladeiras. Dessa forma, será possível dispor os livros ou gibis de maneira mais organizada. “Não se trata de um projeto piloto. Existe em várias cidades brasileiras. Achei que ficaria bem implantar, após a reforma da Praça Manoel Teodoro da Rocha e do Parque Ambiental Jardim Botânico, e especialmente durante o 55º aniversário de Ivaiporã”, justificou Gertrudes Bernardy.

No Parque Ambiental Jardim Botânico, a Geladeira de Livro foi instalada propositalmente próxima ao parque infantil, onde os pais podem ler alguma obra ou jornal, enquanto os filhos brincam.

Gertrudes Bernardy concluiu pedindo apoio à população no sentido de colaborar com a manutenção da Geladeira de Livros, bem como com a doação.

Via Paraná Centro

Veja também: