No Facebook, governo Beto Richa defende hora-atividade como “qualidade de ensino”

Com informações de Marcos Xavier Vicente:

Um dia depois de ter feito a reunião com a APP-sindicato para anunciar que reduziria a hora-atividade dos professores, o governo do estado defendeu na internet que o porcentual anterior era o melhor para a qualidade do ensino.

Num vídeo disponível no Facebook da Secretaria de Estado da Educação, o governo afirma que dar 37,5% do tempo de contrato para que o professor fique fora de sala de aula é “pensar na qualidade da aula oferecida aos nossos alunos”.

“E pensando na qualidade da aula oferecida aos nossos alunos, fixamos a hora-atividade em 37,5%. Ou seja, 12h30 trabalhadas dentro de sala, e 7h30 fora, para planejamento pedagógica, correção e preparação das aulas. São professores mais dentro em sala de aula para melhorar a qualidade de ensino dos nossos alunos”, diz a propaganda.

O vídeo tem data de 17 de janeiro na página da secretaria. Na noite anterior, os sindicalistas tinham sido informados de que o governo cortaria horas-atividade de cada professor.

O governo passou a defender o novo cálculo depois de chegar à conclusão de que cada “hora” de aula tem apenas 50 minutos. Com a medida, o governo pretende contratar sete mil profissionais a menos no ano, e ter uma economia de mais de R$ 500 milhões.

Veja também: