Polícia Civil pede prisão preventiva de irmãos acusados do homicídio Ariane Jacinty

policia_civil_1160A Polícia Civil de Ivaiporã concluiu o inquérito policial sobre o homicídio de Ariane Paula dos Santos Jacinty, assassinada no dia 25 de dezembro, em um bar, no Jardim Belo Horizonte de Ivaiporã. Segundo o delegado Gustavo Dante da Silva, as investigações apontaram que o autor do crime é de fato Izael Ianischi, 29 anos, e que contou com a participação de sua irmã Suzane Ianischi, 23 anos. (o crime)

O delegado afirmou que esse foi um crime complexo de ser investigado. Inicialmente, a Polícia Civil pediu a prisão temporária dos dois acusados, que acabaram fugindo da comarca e, hoje, são considerados foragidos da polícia.

O delegado ressalta que Izael Ianischi teria assassinado Ariane Jacinty, em função de um envolvimento que tiveram tempos atrás. No entanto, durante o período que o autor do homicídio esteve preso, Ariane rompeu o relacionamento e teria se envolvido com outra pessoa. Ianischi não aceitou o término. Gustavo Dante acredita que houve premeditação do crime. “Testemunhas contaram que viram Izael e a irmã Suzane fazendo a combinação do crime. No momento que chegou ao bar, foi Suzane que forneceu a arma, que ela carregava na bolsa, ao irmão.

Gustavo Silva representará pelo indiciamento de ambos por homicídio triplamente qualificado e por tentativa de homicídio, já que a jovem Luciana de Oliveira Alves, 26 anos, que estava no local, também ficou ferida no dia do crime. “Como ambos se encontram foragidos, vou pedir ao Poder Judiciário a prisão preventiva dos irmãos e que quem tiver qualquer informação sobre o paradeiro deles pode entrar em contato com a Polícia Civil”, disse o delegado Gustavo Dante da Silva.

Via Jornal Paraná Centro

Veja também: