Posse marca renovação de quase 70% nas prefeituras da região

tn_7e688d608d_beto-preto

Beto Preto, prefeito de Apucarana, teve votação histórica.

Tomam posse neste final de semana, com mandatos que se iniciam no dia 1º de janeiro de 2017, os prefeitos, vices e vereadores eleitos e reeleitos no pleito municipal realizado no dia 2 de outubro de 2016. Em ambos os poderes – Executivo e Legislativo – houve renovação acentuada no quadro político nos 30 municípios da região de Apucarana, numa demonstração de que o povo, de modo geral, optou por mudanças em seus municípios.Dos 30 municípios da região de Apucarana em 20 estão assumindo novos prefeitos, representando uma renovação de 66,6%. Desta forma, em apenas 10 vão permanecer os atuais prefeitos que conseguiram a reeleição.

Alguns não tentaram a reeleição, como Luiz Carlos Gil (PSDB), de Ivaiporã, Neuza Pessuti (PMDB), de Jardim Alegre, José Maria dos Santos (PSDB), de Cruzmaltina, Manoel Salvador (PTB), de Arapuã, e Maurício Aparecido de Castro (PSC), o Ná do Açougue.

Outros já estavam em segundo mandato, portanto não poderiam concorrer. São eles Adilson Silva Lino (PDT), de Faxinal, Primis de Oliveira (PTB), de Godoy Moreira, Celso Antônio Barbosa (PP), o Magrelo, de Lidianópolis, Pedro Sérgio Mileski (PV), de Marilândia do Sul, e Maria Regina Della Rosa Magri (DEM), de São Pedro do Ivaí.Alguns prefeitos tentaram a reeleição e não conseguiram. São os casos de padre Antônio José Beffa (PHS), de Arapongas, Sílvio Gabriel Petrassi (PMDB), de Ariranha do Ivaí, Ana Lúcia Mazetto Gomes (PSDB), de Califórnia, Maurílio dos Santos (PRB), de Cambira, Hilário Vanjura (PSDB), de Lunardelli, Marlon Pini (PSDB), de Marumbi, Nicolau Muniz Júnior (PSC), de Mauá da Serra, Roberto Munhoz (PMDB), o Polaco da Pá, de Novo Itacolomi, Moisés José de Andrade (PSDB), de Rio Bom, e Ademar Alves da Silva (PSDB), de Rosário do Ivaí.

Dez prefeitos buscaram a reeleição e conseguiram: Beto Preto (PSD), de Apucarana, Adilson Luchetti (PSB), o Didi, de Borrazópolis, Antônio Cláudio Santiago (PP), de Grandes Rios, Benedito Púpio (PSC), de Jandaia do Sul, Washington Luiz da Silva (PSDB), de Kaloré, Gerôncio Carneiro Rosa (PTB), de Rio Branco do Ivaí, Fábio Hidek Miura (PSC), de São João do Ivaí, Edson Hugo Manueira (PSD), de Sabáudia, Bete Camilo (PR), de Manoel Ribas, e Lourdes Banach (PPS), de Ortigueira.Desses prefeitos que se reelegeram, destaque para o de Apucarana, que obteve a maior votação na história do município e um dos maiores percentuais de votos em nível de Paraná.

Beto Preto foi reeleito com 60.001 votos, ou seja, 86,11% dos votos válidos. Dos novatos, o maior percentual de votos foi obtido por Reinaldo Grola (PTB), de Lunardelli. Ele fez 74,61% dos votos válidos, num total de 2.651 votos. Ele foi seguido de perto por José Roberto Furlan (PPS), de Jardim Alegre, que atingiu 74,06% dos votos válidos, num total de 5.303 votos.No total são 278 vereadores que compõem as 30 Câmaras da região.

Mulheres comandam três cidades

Neste mandato que se encerra eram cinco as mulheres prefeitas na região de Apucarana. Agora serão três: Luciana Bueno de Camargo (PSDB), de Cruzmaltina, Bete Camilo (PR), de Manoel Ribas, e Lourdes Banach (PPS), de Ortigueira. No entanto, Luciana Bueno será a única prefeita no âmbito da Associação dos Municípios do Vale do Ivaí (Amuvi), que até então tinha três prefeitas. Bete Camilo pertence à Associação dos Municípios do Centro do Paraná (Amocentro) e Lourdes Banach integra a Associação dos Municípios dos Campos Gerais.O partido que mais elegeu prefeitos na região foi o PSDB, com cinco, seguido do PSC e do PTB com 4 cada e o PSD com 3 prefeitos.

Via Tribuna do Norte

Veja também: